23.7.06

Robert Mapplethorpe




A propósito de uma retrospectiva do fotógrafo Robert Mapplethorpe (aqui num auto-retrato de 1985), que estará em exibição até 5 de Novembro na Scottish National Gallery of Modern Art, em Edimburgo, Peter Conrad, do Observer, viajou até Nova Iorque para conhecer o irmão, o advogado e o assistente do artista - que o retratam como uma espécie de demónio irrequieto e prepotente. Um perfil que o próprio provavelmente não desdenharia...

1 comentário:

Roteia disse...

Eis que mais um vez, confirmando a regra, nos confrontamos com este facto: os criadores têm uma alma tulmutuosa. Parece que a obra firme e sublime advém, tantas vezes, das tensões e contradições do génio. Imperdoável na privacidade, louvável para a humanidade. E estamos nisto.